Depois de PIB zero em 2014, governo reduz crescimento de 2015 para 0,8%

05/12/2014 06h53m. Atualizado em 10/12/2014 22h57m

CompartilheShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on RedditShare on VK

O ano de 2015 nem começou, mas o governo já está revendo para baixo a previsão de crescimento. Em documento enviado ao Congresso nessa quinta (4) o governo reduziu de 2% para apenas 0,8% a previsão de crescimento do PIB para o ano que vem.
Depois de crescer zero em 2014 o governo espera crescer menos de 1% no ano que vem.
Com esse número se fará o orçamento. E se a alta do PIB será menor, isso significa que menos impostos serão pagos. Com menos arrecadação, os gastos têm que ser menores.
A vantagem desse corte no número esperado é que o orçamento fica mais realista. Nos últimos anos, o governo usou a técnica de ser excessivamente otimista, assim se projetava uma arrecadação maior e podiam aumentar as despesas.
A má notícia é que depois o baixo crescimento continuará conosco mais um ano. Nosso réveillon será de pé no chão.

Matheus Leitão

Matheus Leitão é jornalista há 15 anos. Em sua carreira, passou pelas redações do Correio Braziliense, revista Época, portal iG e Folha de S.Paulo. Matheus recebeu o Prêmio Esso por duas vezes, o Troféu Barbosa Lima Sobrinho -- além de menção honrosa no Vladimir Herzog. Entre 2011 e 2012, esteve na Universidade de Berkeley, na California, como Visiting Scholar.

    Comente

    O autor do blog não se responsabiliza pelo comentário.