Toshiba investe em plantio de alfaces que não precisam ser lavadas

13/11/2014 21h29m. Atualizado em 09/12/2014 21h18m

CompartilheShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on RedditShare on VK

Se você acha que a marca Toshiba não tem nada a ver com alimentação saudável, está na hora de rever seus conceitos. De acordo com reportagem do site qz.com, a marca japonesa de tecnologia está investindo no cultivo de pés de alface totalmente limpos e que não precisarão ser lavados antes do consumo.

A Toshiba desenvolveu um conceito de agricultura de ambientes fechados no interior do Japão. São salas de cultivo totalmente esterelizadas, com pressão do ar, temperatura, iluminação, bactérias e poeira rigidamente controlados e sem pesticidas, que garantem alfaces 100% limpas.

Todos os componentes para garantir que o quarto de cultivo seja 100% esterelizados são, naturalmente, desenvolvidos pela Toshiba. Iluminação de desinfecção de água, equipamentos de geração de energia, sistemas de geração de ácido e alcalino-água que todos devem usar para lavar as mãos antes de entrar na horta em trajes especiais. Dentro da sala limpa, há nove prateleiras de pés de alfaces. Com o ambiente controlado, a Toshiba faz, por exemplo, experimentações sobre os efeitos de iluminação colorida na estrutura da planta, nutrição e sabor.

O objetivo não é apenas cultivar alface, mas para vender esse sistema de cultivo para países nos quais a agricultura ao ar livre é inviável, como Rússia e no Oriente Médio.

Com o novo sistema de cultivo, a Toshiba pretende produzir só no Japão 3 milhões de cabeças de alface por ano, cerca de 8.400 por dia. A Futijsu já planta alface em fábrica de semicondutores e a Sharp cultiva morangos em Dubai.

Matheus Leitão

Matheus Leitão é jornalista há 15 anos. Em sua carreira, passou pelas redações do Correio Braziliense, revista Época, portal iG e Folha de S.Paulo. Matheus recebeu o Prêmio Esso por duas vezes, o Troféu Barbosa Lima Sobrinho -- além de menção honrosa no Vladimir Herzog. Entre 2011 e 2012, esteve na Universidade de Berkeley, na California, como Visiting Scholar.

    Comente

    O autor do blog não se responsabiliza pelo comentário.