Novembro: mês das nomeações para ministério. A dúvida maior: Fazenda

03/11/2014 08h33m. Atualizado em 04/11/2014 10h25m

CompartilheShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on RedditShare on VK

A semana deve ser de muita expectativa sobre nomes para ocupar o Ministério do segundo mandato do governo Dilma. De longe, o cargo mais esperado é o do ministro da Fazenda. O jornal Valor Econômico, nesta segunda-feira (3), traz matéria da jornalista Angela Bittencourt informando que Luiz Carlos Trabuco foi de fato convidado pela presidente Dilma Rousseff, mas recusou o cargo. Fontes ligadas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva continuam informando aos jornalistas sobre nomes que a presidente Dilma Rousseff deveria chamar.
De novo, Henrique Meirelles está nas páginas. O economista Nelson Barbosa aparece em todas as listas, mas esse é um quadro mais ligado à presidente Dilma.
Quando foi chamado para ser presidente do Banco Central do governo Lula, Meirelles tinha que tomar uma decisão importante: tinha acabado de se eleger deputado por Goiás onde queria fazer carreira política. Foi chamado por ser um nome que afastaria os temores do mercado pela sua carreira como banqueiro internacional. Ele aceitou mas após uma conversa em que perguntou se teria toda a autonomia para comandar o Banco Central. Imagine-se uma conversa dessas com a presidente Dilma. Certamente ela achará uma inconveniência porque ela sempre comandou diretamente algumas áreas como a economia e a energia. Nelson Barbosa não fará esse pedido de autonomia porque sabe como a presidente trabalha.
A presidente disse que em novembro anunciaria os nomes de alguns integrantes do seu novo governo. Novembro começa hoje, primeiro dia útil do mês. Será a temporada de especulação, expectativas, pressões políticas para formar esse imenso xadrez que é um Ministério com 39 cargos de ministros para serem nomeados ou confirmados.

Matheus Leitão

Matheus Leitão é jornalista há 15 anos. Em sua carreira, passou pelas redações do Correio Braziliense, revista Época, portal iG e Folha de S.Paulo. Matheus recebeu o Prêmio Esso por duas vezes, o Troféu Barbosa Lima Sobrinho -- além de menção honrosa no Vladimir Herzog. Entre 2011 e 2012, esteve na Universidade de Berkeley, na California, como Visiting Scholar.

1 Comentário para "Novembro: mês das nomeações para ministério. A dúvida maior: Fazenda"

  • Carla Sonaria Rita 03-11-2014 (11:27 am)

    Deveria começar cortando gastos com ministérios e redução da bolsa família, cortar o salario dela de presidenta e dos outros ministerios e redução de salário dos deputados e senadores.
    Ela não entende nada de economia e energia, porque nos Brasileiros pagamos a energia mais cara do mundo e agora com a pETROBRAS QUEBRADA NÃO TEMOS FONTE DE ENERGIA CONFIAVEL.

Comente

O autor do blog não se responsabiliza pelo comentário.