Crônica 15 results

Crônica da Miriam Leitão: A tristeza tem seu lugar

Há aqueles dias de ressaca. Não de ter bebido no dia anterior, mas de a vida ter te sacudido de alguma forma, por algum motivo, nos quais você acorda querendo um canto e um tempo de recolhimento. Se acordar assim, dia desses, entregue-se. Há quem queira correr uma maratona para que a endorfina engula esse sentimento de fragilidade. Há quem ...

Crônica da Miriam Leitão: O bug do Word e a cor de Marte

O Word não quer mais abrir e eu tenho que escrever a crônica de sábado. Ele ficou magoado por uma interrupção abrupta e me dá três opções: enviar um relatório, ignorar ou reabrir. Clico o reabrir. Não funciona. Tento ignorar. Também não dá certo. Sempre voltam as três opções na tela do computador. Só me resta fazer um relatório. ...

Crônica da Miriam Leitão: Amigos para sempre

Perdi um amigo esta semana. Ele morava em terra distante e lá ficou. Desde que soube da notícia ouvi, novamente, a sua risada irônica. O humor fino e cáustico dele ficou comigo nos últimos dias como consolo. Um amigo comum, compadre dele, me ligou para falarmos daquele que perdemos e ele também disse que estava lembrando das frases surpree...

Crônica da Miriam Leitão: E era tudo ficção

Escrever é o que eu gosto na vida. Criança, escrevia longos textos para mim mesma. Sim, fiz diários e os joguei fora, a tempo. Redações, eu tinha mania de fazer umas três, com estilos diferentes, para cada tema. Escolhia a melhor para entregar ao professor e oferecia as restantes a quem precisasse. Às vezes escrevo para nada. Pelo prazer ...

Crônica da Miriam Leitão: As Franciscas

– Qual o nome da sua mãe? – Lúcia. Quer dizer, Francisca... é Lúcia – Lúcia ou Francisca? – Na verdade é Francisca, mas todo mundo conhece por Lúcia. – Ela não gosta do nome? – Ela tem uma irmã com o mesmo nome, só troca a ordem do sobrenome – E como chamam a sua tia? – Ela se chama Francisca, mas a ...

Miriam Leitão: Imprevistos dos bastidores

Queria ser cronista. Só isso eu tinha certeza nos primeiros dias de jornalismo, iniciado, sem aviso prévio, aos 18 anos, em Vitória. Procurava emprego que me ajudasse a pagar as contas e consegui em uma redação. Foi assim que virei jornalista. Cheguei ao Espírito Santo depois de ler todo livro de Rubem Braga que encontrara, já ...

Crônica de Miriam Leitão: Trem Noturno para Leningrado

O trem corria atravessando a noite russa. Fora da janela via-se a névoa. Ou nada. “Névoa nada”, diz um poema de Augusto de Campos, que li muitos anos depois. Mas se já o tivesse lido definiria bem aquele pouco ver da janela do trem: “Névoa nada”. Do corredor veio um barulho. Será comigo? Pensei. Deitada na cama do camarote pensava ...

Miriam Leitão: Era uma vez, numa casa mal assombrada…

Com um metro e noventa de altura, forte, o rapaz de Minas que fazia a obra no meu escritório no Rio era a imagem da fortaleza. Habilidoso, inteligente, ele achava solução engenhosa para tudo. Estava contentíssima com o andamento da reforma até o dia em que ele entrou na minha sala e foi logo dizendo: – Quero ir embora – Mas, como? A ...

Crônica de Miriam Leitão: Uma viagem das Arábias

Crônica de Miriam Leitão – Não vou usar véu. – Tem que usar. Isso é uma exigência do islamismo. – Não é a minha religião. – Para nós o corpo da mulher tem que ser todo coberto e inclusive o cabelo. – Aceitarei vestir saias longas, camisas de manga e fechadas até a gola, mas não aceitarei o véu. – É uma exigência ...

Miriam Leitão: sábado é fim e começo, uma abertura no tempo

Gosto dos sábados. O início das manhãs de sábado lembra as possibilidades: fazer uma caminhada, ler aquele livro que nos encantou ao ser manuseado na livraria, ou que acabou de chegar do pedido online, se deixar levar pelas associações soltas de um poeta, brincar com os netos, conversar com os filhos, encontrar os amigos, ver um filme, ouvir ...