Protesto contra Dilma leva 700 mil pessoas às ruas em 218 cidades. Destaque dos jornais de segunda (13)

13/04/2015 08h19m. Atualizado em 16/04/2015 11h58m

CompartilheShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on RedditShare on VK

Pela segunda vez em menos de um mês, os brasileiros foram às ruas protestar contra o governo, o PT, a corrupção e em defesa do impeachment da presidente Dilma. Desta vez, a adesão foi menor, mas o número da Polícia Militar é de 700 mil manifestantes. “Novo protesto contra o governo tem adesão menor”, diz o Globo. “Pela 2a vez atos contra Dilma se espalham por 24 estados e DF”, diz o Estado de São Paulo.

“Manifestantes voltam às ruas com menor força; ato em SP tem 100 mil” diz a Folha de S. Paulo. A PM calculou para SP o número de 275 mil, o maior do país. Desta vez o governo não deu entrevistas após os eventos. Em 15 de março, as entrevistas de ministros foram avaliadas como um erro de comunicação. De acordo com uma pesquisa feita pelo Datafolha durante o ato em São Paulo, a maior causa da saída do paulistano às ruas foi a rejeição à corrupção. O Globo publica análise de que para os políticos, inclusive do governo, o mau humor da população continua, independentemente do número de pessoas nos protestos.

O Estadão informa que os movimentos que lideraram as manifestações estão divididos, mas decidiram ir à Brasília pedir pelo impeachment da presidente Dilma. No domingo à noite ela se reuniu no Alvorada com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. O Estadão publicou a foto do encontro.

A ex-secretária de Estado Hillary Clinton anunciou neste domingo (12) nas redes sociais que vai disputar as primárias do Partido Democrata para ser candidata à presidência em 2016. Na continuação da série sobre os convênios entre o governo e as fundações universitárias feita por cinco jornais, o Globo destaca na primeira que “Convênios saíram 90% mais caros”. O jornal também informa que a contrapartida do empréstimo que a China concedeu à Petrobras é mais facilidade para a entrada de produtos e trabalhadores chineses.

A manchete do Valor Econômico é: “Investimentos dos Estados caem 24% no 1o bimestre”. A desaceleração da economia e a redução dos repasses federais derrubaram os investimentos em 14 dos estados que já divulgaram seus números para os primeiros dois meses. O Valor trata também na primeira página das manifestações e com o enforque de que o movimento contra Dilma perdeu força.

Matheus Leitão

Matheus Leitão é jornalista há 15 anos. Em sua carreira, passou pelas redações do Correio Braziliense, revista Época, portal iG e Folha de S.Paulo. Matheus recebeu o Prêmio Esso por duas vezes, o Troféu Barbosa Lima Sobrinho -- além de menção honrosa no Vladimir Herzog. Entre 2011 e 2012, esteve na Universidade de Berkeley, na California, como Visiting Scholar.

    Comente

    O autor do blog não se responsabiliza pelo comentário.