Petrobras perde grau de investimento, inflação dispara, bloqueio de estradas afeta abastecimento. Nos jornais de quarta (25)

25/02/2015 08h31m. Atualizado em 26/02/2015 08h19m

CompartilheShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on RedditShare on VK

A Petrobras foi rebaixada por uma das grandes agências, a Moody’s. Ela desceu dois degraus e perdeu o selo de bom pagador, ou seja, o grau de investimento. Isso tem consequências na redução da oferta de crédito e na possibilidade de o papel receber investimentos dos grandes fundos internacionais. Esta é a manchete do Estado de S.Paulo e da Folha de S.Paulo nesta quarta (25). “Crise faz Petrobras perder o grau de investimento” diz o Estadão, que informa também que o ministro Joaquim Levy tentou reverter a situação enviando uma “carta conforto” com o compromisso de que o Tesouro ajudaria a estatal caso fosse necessário. A Moodys avisou que ela pode descer mais no ranking de classificação de risco.

A Folha diz na manchete: “Crise e corrupção tiram selo de bom pagador da Petrobras”. Informa que as agências são criticadas, mas suas notas são levadas em conta na hora de os investidores escolherem onde colocar o papel ou na oferta de crédito.

O Globo trouxe na manchete a notícia de que “Inflação dispara e protesto nas estradas é nova ameaça”. O IPCA-15 deu 1,33%, a maior taxa nos últimos 12 anos. Em dois meses, acumula-se quase metade da inflação do ano. O temor é que a paralisação dos caminhões afeta ainda mais a inflação por elevar o preço dos produtos que não conseguem chegar aos estados. Começa a faltar gasolina e alimentos em algumas cidades do Sul. A paralisação afeta 11 estados.

Em manchete, o Valor Econômico informa que Levy está explicando aos políticos que o ajuste em vista é o maior que já foi feito. “Levy pede apoio ao PMDB para ajustes de R$ 80 bi”. O Globo também trouxe o número na primeira página. Segundo o Valor, “Soja sofre com o bloqueio das estradas”. Há dificuldade de escoamento da safra brasileira.

Outros destaques nos jornais são: manifestantes da CUT no Rio que faziam um ato de defesa da Petrobras, ao qual compareceu o ex-presidente Lula, agrediram um homem que pedia o impeachment de Dilma. Os jornais trazem fotos da agressão; Na Venezuela foi morto um jovem de 14 anos que protestava contra o governo; O vice presidente Michel Temer disse a Dilma que pode perder controle do PMDB se o partido continuar “excluído” das decisões estratégicas.

Matheus Leitão

Matheus Leitão é jornalista há 15 anos. Em sua carreira, passou pelas redações do Correio Braziliense, revista Época, portal iG e Folha de S.Paulo. Matheus recebeu o Prêmio Esso por duas vezes, o Troféu Barbosa Lima Sobrinho -- além de menção honrosa no Vladimir Herzog. Entre 2011 e 2012, esteve na Universidade de Berkeley, na California, como Visiting Scholar.

    Comente

    O autor do blog não se responsabiliza pelo comentário.