Recessão em 2014, falta dinheiro para Pronatec e empreiteiras pagaram patrocínio de ditadura à campeã carioca. Jornais de quinta (19)

19/02/2015 06h20m. Atualizado em 20/02/2015 08h00m

CompartilheShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on RedditShare on VK

O ministro Joaquim Levy admitiu em palestra nos Estados Unidos que o Brasil pode ter tido uma recessão em 2014. O dado oficial sairá no mês que vem pelo IBGE. Este é um dos destaques dos jornais de quinta (19). “Brasil deve ter dois anos de recessão”, diz o Globo, referindo-se ao fato de que o mercado projeta resultado negativo também para 2015. O título está na primeira página.

Dois terços da primeira são ocupados pela vitória da Beija Flor com seu enredo polêmico financiado pela ditadura da Guiné Equatorial. O Globo informa também que “Ditadura repassou dinheiro por empreiteiras”. Segundo um dos carnavalescos da Beija Flor, os R$ 10 milhões foram repassado à escola pelas empreiteiras Odebrecht e Queiroz Galvão, que têm obras na Guiné Equatorial.

A manchete do Estado de S.Paulo é sobre o pronunciamento de Levy em Nova York. “Levy diz que cumprirá meta fiscal sem ‘corte draconiano’”. Levy mostrou na sua apresentação a investidores que o déficit primário de 2014 foi apenas um fato isolado.

A Folha de S.Paulo destacou na manchete que o governo não tem feito repasses para os cursos privados do Pronatec. “Dilma atrasa repasses para os cursos técnicos”. São 500 escolas que receberam pagamentos apenas até o mês de setembro, pago em novembro. O curso foi uma das vitrines da campanha.

Outro destaque dos jornais foi a declaração do ministro Sérgio Moro de que é “intolerável” o encontro de advogados dos envolvidos na Lava Jato com o ministro da Justiça. Por sua vez, o ministro continua sustentando que é seu dever receber advogados.

O Valor Econômico informa que “México rejeita renovar cotas para veículos”. O Brasil impôs cotas há três anos para reduzir a entrada de carros mexicanos no país. Em Buenos Aires, 400 mil protestaram nas ruas contra a morte do promotor Alberto Nizman.

Matheus Leitão

Matheus Leitão é jornalista há 15 anos. Em sua carreira, passou pelas redações do Correio Braziliense, revista Época, portal iG e Folha de S.Paulo. Matheus recebeu o Prêmio Esso por duas vezes, o Troféu Barbosa Lima Sobrinho -- além de menção honrosa no Vladimir Herzog. Entre 2011 e 2012, esteve na Universidade de Berkeley, na California, como Visiting Scholar.

1 Comentário para "Recessão em 2014, falta dinheiro para Pronatec e empreiteiras pagaram patrocínio de ditadura à campeã carioca. Jornais de quinta (19)"

  • Sisutec 12-03-2015 (1:23 am)

    Dizem que os repasses já foram feitos, os professores que estavam com o salário atrasado, já receberam! Espero que tudo isso que está acontecendo não afete o meu ingresso no curso técnico pretendido, pois se o Pronatec atrasar, certamente o Sisutec 2015 vai para o mesmo brejo.

    Grata!

Comente

O autor do blog não se responsabiliza pelo comentário.