Petrobras reduz investimentos, retém dividendos e avisa que ficará menor. Destaque dos jornais nesta sexta (30)

30/01/2015 07h06m. Atualizado em 31/01/2015 08h08m

CompartilheShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on RedditShare on VK

“Petrobras para obras e ameaça reter investimentos” é a manchete do Globo nesta sexta (30). “Exploração de petróleo cairá ao ‘mínimo’, afirma Graça é a manchete do Estado de S. Paulo. O balanço da estatal continua sendo destaque nos jornais, refletindo agora a entrevista da presidente da estatal para explicar o demonstrativo.

O Valor dá em destaque no alto, mas não como manchete: “Petrobras revê planos de investimento”.

A Folha também registrou na primeira: “Petrobras terá que ‘redefinir tamanho’” e informa que a divulgação do cálculo de R$ 88 bilhões que foi encontrado a mais no valor dos ativos irritou a presidente Dilma, que teria achado “amadora” a forma como a notícia saiu. Graça disse na entrevista que as perdas por corrupção podem crescer. A estatal pensa em reter distribuição de dividendos a acionistas, em caso de “estresse financeiro”, como disse o diretor financeiro Almir Barbassa.

Nas entrevistas de Graça e Barbassa eles disseram que a estatal não vai apresentar seu plano de negócios neste começo de ano, como faz habitualmente, e que vai investir os R$ 33 bilhões anunciados com os recursos de caixa. A empresa vai suspender as obras da segunda etapa da Refinaria Abreu e Lima, um dos principais alvos da Lava Jato até a revisão de todos os contratos. Em dois dias, informa o Globo, a empresa perdeu na Bolsa R$ 16 bi de valor de mercado com a queda das ações.

Outro destaque dos jornais é a notícia de que o governo fechou 2014 com rombo de R$ 17 bilhões. É o primeiro déficit primário em 18 anos. A boa notícia é que o desemprego caiu para 4,8% a menor taxa em 12 anos em 2014 na PME que pesquisa apenas o que se passa em seis capitais. Há menos brasileiros procurando emprego, informa a pesquisa.

A Operação Lava Jato continua nas primeiras páginas. O empreiteiro Ricardo Pessoa da UTC arrolou os ministros Jacques Wagner e Paulo Bernardo, além do deputado Arlindo Chinaglia, candidato à presidência, como suas testemunha. O Ministério Público Federal criou um site para divulgar as informações da operação. Para o MPF, o valor dos desvios foi de R$ 2,1 bi.
A Sabesp está estudando fazer um rodízio de quatro dias sem água e dois com água para tentar evitar o colapso do Cantareira, segundo o Estado. Seria adotado a partir de março.

Matheus Leitão

Matheus Leitão é jornalista há 15 anos. Em sua carreira, passou pelas redações do Correio Braziliense, revista Época, portal iG e Folha de S.Paulo. Matheus recebeu o Prêmio Esso por duas vezes, o Troféu Barbosa Lima Sobrinho -- além de menção honrosa no Vladimir Herzog. Entre 2011 e 2012, esteve na Universidade de Berkeley, na California, como Visiting Scholar.

    Comente

    O autor do blog não se responsabiliza pelo comentário.