No coração de Florença, o Café Rivoire; Por Clara Favilla

21/01/2015 09h30m. Atualizado em 22/01/2015 07h54m

CompartilheShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on RedditShare on VK

Roma é lembrada por mil motivos. Entre eles, o de ser a única cidade do mundo a abrigar um Estado independente, o Vaticano. Com a grande basílica assentada sobre os despojos de São Pedro, para quem Jesus teria passado as chaves de sua Igreja, o Vaticano está para os católicos como Meca para os muçulmanos.
Roma também é lembrada como a capital do Império Romano. Mas, nem todos sabem que a chamada Cidade Eterna só tornou-se capital da Itália em 1870 quando se concluiu o penoso processo de unificação, que levou décadas, de vários territórios autônomos em litígio entre si e sob a ameaça externa constante vinda da Áustria ou da França.
Com a unificação, a dinastia dos Savóias que tinha poder restrito à região de Piomonte, além de um dos cantões da Suíça e um pedaço da Franca, veio a reinar sobre toda a Itália até o fim da Segunda Guerra Mundial. Foi, então, banida pelo plebiscito que instaurou o regime republicano no país.
Pois bem, o Cafe Rivoire foi fundado, digo fundado por ter já se tornado uma instituição, nos final dos anos 60 do Século 19, por George Rivoire chocolateiro mor dos Savóias, quando Florença era ainda a capital daquela Itália dividida em reinos e ducados. Florença, o mais belo lírio da Toscana, perdeu o posto, mas não a pose. Continua sendo capital regional, celebrada em versos e prosa, depositária que é da maior parte do tesouro artístico italiano. E continuará reinando nos corações e mentes do mundo por ostentar joias que iluminam muitas coroas. A joia chamada Dante, na coroa da Literatura; a de Michelangelo na coroa da Pintura e Escultura e certamente o Rivoire, na coroa da Arte do Chocolate.
Muitos viajantes e turistas fazem questão de almoçar ou jantar no Rivoire. Não recomendo. A maioria reclama depois dos preços e que os pratos solicitados não estavam lá essa maravilha toda. Para mim, a delícia do Rivoire está perfeitamente distribuídas em um bom espresso, capuccino, chocolate ou chá no que se refere às bebidas quentes; nos mais variados coquetéis e seus petiscos ou em doces como o infalível tiramissu. A delícia do Rivoire está exposta em vitrines onde reina incríveis variações de chocolates artesanais em sofisticadas embalagens, no ambiente interno e externo, ma atmosfera de encantamento que o envolve, só possível em uma instituição mais que centenária.

Rivoire1 (1)

A delícia do Rivoire está exposta em vitrines com incríveis variações de chocolates artesanais

 

A delícia do Rivoire está em sua localizaçao: na Piazza della Signoria, bem em frente ao Palazzo Vecchio, ali desde o século 13. Tem , à direita a Galeria degli Uffizi, lar da Venus de Boticelli, a Loggia dei Lanzia, que abriga, esculturas como a de Perseu segurando a cabeça cortada da Medusa. E, à esquerda, também quase em frente, a Fontana del Netuno. Além disso, ninguém vai ficar mais pobre por gastar dez euros em um café mais uma garrafinha de San Pelegrino, se a paisagem compensa e o mundo todo, na forma de gente, “dança” em volta. O pedido de um simples espresso dá direito ao pagante de permanecer no Rivoire em estado contemplativo pelo tempo que quiser. Negar-se a tal prazer é pecado capital, o da avareza econômica e espiritual.

Clara Favilla

Clara Favilla é jornalista. "Mais do que conhecer novos lugares, amo retornar. Reportariar é meu ofício. Vivo viajando, até pela quadra onde moro, em Brasília. Escreverei sobre viagens aqui. Serão impressões pessoais,mais do que guias. Espero que gostem, deem retorno e sugestões."

4 Comentários para "No coração de Florença, o Café Rivoire; Por Clara Favilla"

  • Robson Vitor 21-01-2015 (1:29 pm)

    Querida Clara, seu amor pela Itália é imenso, sei muito bem disso. O meu também é, mas é maior ainda pela minha italiana. ;)

  • Isabela Amaral 21-01-2015 (2:35 pm)

    Claritcha, amei sua crônica. Fiquei sonhando em tomar um expresso no Rivoire e permancer lá em estado contemplativo…

  • Dirce Maria da Cunha 22-01-2015 (3:31 am)

    Válido opinião, conheço, recomendo muito..!!

  • Raquel Ramos 22-01-2015 (8:34 am)

    Ahhhhh!!!!! Estive ai…..saudade! #paixaoporflorenca

Comente

O autor do blog não se responsabiliza pelo comentário.