Cruzes Credo Café, lugar delicioso ao lado da Sé de Lisboa; Por Clara Favilla

18/01/2015 04h59m. Atualizado em 20/01/2015 13h02m

CompartilheShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on RedditShare on VK

Nos últimos dez anos , proliferaram, em Lisboa, lugares moderninhos que oferecem opções leves de almoço ou jantar,  lanches regados  a café ou sucos e também sobremesas . Versões atualizadas do que conhecemos por bistrôs, são lugares também para descanso, paradas estratégicas depois de longas caminhadas ao sol ou frio. Tem poltronas e sofás confortáveis, revistas, livros e internet gratuita.

São espaços muito bonitos de decoração contemporânea com destaque para o vintage e leituras engraçadas no reaproveitamento de móveis e equipamentos como a de uma lareira, em que é o fogo é representado pela tela de uma TV antiga.   Esses cafés e snack bars estão inseridos nos recantos mais pitorescos de Lisboa. E é realmente uma alegria tropeçá- los por sorte ou indicação amiga. Em todos eles é visível a mão de um arquiteto bem descolado em prol do conforto e do bem estar do cliente.

Clara Favilla

Clara Favilla

Escolha sem medo o que estiver no menu, dificilmente se decepcionará. Outro ponto dos mais positivos: ninguém vai pedir pra você ir embora. Depois de lanchar, pode-se passar horas em um dos sofás navegando na internet, falando pelo skype e atualizando o FaceBook e Twiter. São espaços amigáveis para turistas e moradores, esses quase sempre jovens. Em algum deles há mesões coletivos e vi estudantes fazendo trabalho de equipes. Melhor que na biblioteca porque pode se falar não apenas aos sussurros e pedir um café, um outro suco, quando preciso.

Um dos mais simpáticos desses lugares é o Cruzes Credo, na lateral direita da Sé de Lisboa, pra quem sobe a colina vindo das imediações da Praça do Comércio. Fica na Rua Cruzes da Sé, 29. E tem janelas – que lindo! – para o Beco da Caridade. Funciona das dez da manhã às duas da manhã. às quintas e domingo, quando anoitece,as luzes são ligadas no ponto de penumbra e começa a rolar de jazz, bossa nova ao soul. Tudo de bom! E dali pode-se ver a Sé, igreja mais antiga de Lisboa, iluminada em tons de amarelo.

No quesito o que comer, boas opções são os hamburguers artesanais bem suculentos com molhos especiais, inclusive um de abacate. Afinal, até de frutos do mar e bacalhau a gente enjoa e não consegue comer todos os dias durante permanências mais longas. Mas há também algumas delícias portuguesas disponíveis como bacalhau acompanhado de grão-de-bico e o polvo com feijão e pimentão.

Clara Favilla

Clara Favilla

No item saladas tem a grega, a caprese e a vegetariana. Incrível como os portugueses são cuidadosos ao nomear as coisas, ao ponto de parecer piada para nós. Sím, é preciso especificar que a salada  é vegetariana pois ora pois, pois… pode vir com salmão, atum, frango, não é mesmo?  Então, deixemos risinhos depreciativos de lado e vamos dar a mão à palmatória: eles estão certos. Ah! sim, tem muitos itens deliciosos de confeitaria (pastelaria). Cito dois: bolo de chocolate e pastel de nata. O café também é ótimo. Então, indo em direção à Alfama,  Castelo de São Jorge, passando pela Sé, na ida ou na volta não deixe de entrar no Cruzes Credo, que começou a fazer história em junho de 2010.

Clara Favilla

Clara Favilla é jornalista. "Mais do que conhecer novos lugares, amo retornar. Reportariar é meu ofício. Vivo viajando, até pela quadra onde moro, em Brasília. Escreverei sobre viagens aqui. Serão impressões pessoais,mais do que guias. Espero que gostem, deem retorno e sugestões."

1 Comentário para "Cruzes Credo Café, lugar delicioso ao lado da Sé de Lisboa; Por Clara Favilla"

  • edmar soares almeia 20-01-2015 (2:27 am)

    Amei as dicas pois sempre vou a Portigal , não gosto muito da exiverância ( tamanho de certas ) comidas e partaos. pois sou uma pessoa que come pouco e toda hora , Acjo então um desperdicio voce pagar uma pastel daquele tamanho e comer meio. e afinal quem viaja e sempre bom economizar neste quesito. voltarei a ler suas dicas. de viagem quanto a gastronomia.

Comente

O autor do blog não se responsabiliza pelo comentário.