Energia sobe 40%; impostos vão aumentar; e novas frentes de investigação no caso Petrobras são destaques dos jornais nesta quarta-feira (14)

14/01/2015 07h28m. Atualizado em 15/01/2015 09h09m

CompartilheShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on RedditShare on VK

“Energia deve subir 40% no ano”, informa a manchete do Valor Econômico nesta quarta-feira (14). O jornal chegou a este número pelos aumentos já previstos em cada distribuidora, o fim dos subsídios do Tesouro que levará a reajustes extraordinários e mais a mudança para o sistema de bandeiras tarifarias, em que a luz sobe mais quando seus mais térmicas. Segundo o jornal, o custo adicional do que eles estão chamando no governo de “realismo tarifário” foi calculado pela Aneel e apresentado à presidente Dilma. O aumento vai variar, porque as distribuidoras têm custos diferentes. O Estadão faz um cálculo menor para aumento da conta de luz: 30%.
A manchete do Estado de S.Paulo é “Levy admite elevar imposto, mas nega ‘saco de maldades’”. Outros jornais trazem também em primeira página, mas não como manchete, a informação dada pelo ministro Joaquim Levy em café da manhã com jornalistas. Ele deu sinais claros de que há aumentos de impostos a caminho. “Nós vamos eventualmente fazer alguns ajustes na área tributária. Nos impostos, qualquer aumento será compatível com nosso objetivo de aumentar a poupança pública”. Levy deixou entender que pensa em aumentar o Imposto de Renda sobre Pessoa Jurídica que é empresa de uma pessoa só e que virou PJ para fugir dos 27,5% de IR da Pessoa Física. O ministro disse que estudará o caso de prestadores de serviços que recebem “salários”. O Globo afirma no alto da primeira página que “Imposto de prestador de serviço deve subir”. A Folha de S.Paulo informa que “Aumento de impostos será anunciado nos próximos dias”. O Valor está dizendo que vão subir CIDE, o imposto sobre combustíveis, e também o PIS-Cofins sobre combustíveis.
O escândalo da Petrobras está na manchete do Globo. “Empresas paralelas foram usadas para pagar propina”. As obras feitas pelas empresas constituídas pela estatal através das SPEs, as Sociedades de Propósito Específico, pagaram propina a diretores, entre eles Paulo Roberto Costa e Renato Duque. A Toyo Setal informou, em delação premiada, que pagou R$ 11 milhões em três empreendimentos. O Ministério Público Federal abriu novas frentes de investigação nas empresas formadas com os sócios, as SPEs. O Estado de S.Paulo informa que Nestor Cerveró foi preso ao desembarcar no Brasil na madrugada desta quarta. A Folha diz que “Collor deve ser denunciado no caso Petrobrás”. O nome dele está entre os dos políticos beneficiados. Há comprovantes de que ele teria recebido dinheiro de Alberto Yousseff.
A Folha de S.Paulo destaca em manchete que “Temporal deixa 800 mil imóveis sem luz em SP”. A situação na maior cidade do país só será normalizada nesta quarta-feira, dois dias depois da tempestade.
Os jornais também destacam o enterro dos policiais mortos durante os atentados terroristas em Paris informando que a nova capa da revista Charlie Hebdo já está provocando reações entre muçulmanos.
No alto da primeira página, mas não como manchete, o Globo traz a informação de que “meio milhão tirou zero em redação do Enem”. O resultado do Exame Nacional do Ensino Médio divulgado na terça-feira mostra piora no desempenho dos alunos em português e matemática. A nota individual dos candidatos só saiu à noite, com atraso, por causa de ataques de hackers.

Matheus Leitão

Matheus Leitão é jornalista há 15 anos. Em sua carreira, passou pelas redações do Correio Braziliense, revista Época, portal iG e Folha de S.Paulo. Matheus recebeu o Prêmio Esso por duas vezes, o Troféu Barbosa Lima Sobrinho -- além de menção honrosa no Vladimir Herzog. Entre 2011 e 2012, esteve na Universidade de Berkeley, na California, como Visiting Scholar.

1 Comentário para "Energia sobe 40%; impostos vão aumentar; e novas frentes de investigação no caso Petrobras são destaques dos jornais nesta quarta-feira (14)"

  • Leonardo 14-01-2015 (8:20 am)

    Bom dia Matheus, no inicio do texto tem um erro nesta parte “em que a luz sobe mais quando seus mais térmicas.”

Comente

O autor do blog não se responsabiliza pelo comentário.