“Fidel está bem e me enviou uma carta”, diz Maradona em Havana para TV Venezuelana

13/01/2015 15h58m. Atualizado em 14/01/2015 10h20m

CompartilheShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on RedditShare on VK

Em meio a mais uma onda de boatos de que Fidel Castro morreu, uma notícia inusitada: Fidel enviou, no último fim de semana (11/12), uma carta ao craque argentino Diego Maradona. Maradona está em Havana para gravar a segunda temporada do programa de televisão que apresenta, o “De Zurda”.
“Fidel está muito bem e me enviou esta carta”, disse Diego Maradona à Telesur da Venezuela.
Na carta, Fidel Castro conta que gostaria de enviar flores à pequena Gema, filha de um dos agentes cubanos libertados há cerca de um mês, que se tornou uma espécie de símbolo da reconciliação entre Estados Unidos e Cuba. “Que hermoso nombre”, diz Fidel. Fidel reclama de uma penalidade injusta recebida por Cuba no campeonato Centroamericano e do Caribe, mas não explicita em qual modalidade.

Reprodução telesur

Reprodução telesur

Na última sexta-feira (9), circulou na imprensa que o governo cubano iria convocar uma entrevista coletiva sobre a saúde de Fidel, que foi rapidamente negada pelas autoridades da ilha. A notícia do falecimento do filho do ex-primeiro-ministro do Quênia, Raila Odinga, também fez ressurgir o boato, porque seu nome é uma homenagem ao revolucionário cubano: Fidel Raila Odinga.

Matheus Leitão

Matheus Leitão é jornalista há 15 anos. Em sua carreira, passou pelas redações do Correio Braziliense, revista Época, portal iG e Folha de S.Paulo. Matheus recebeu o Prêmio Esso por duas vezes, o Troféu Barbosa Lima Sobrinho -- além de menção honrosa no Vladimir Herzog. Entre 2011 e 2012, esteve na Universidade de Berkeley, na California, como Visiting Scholar.

    Comente

    O autor do blog não se responsabiliza pelo comentário.