Conta de luz vai subir 2 vezes, diz O Globo. Reforço na segurança em Paris e ataque hacker ao Pentágono são manchetes do Estadão e Folha nesta terça (13)

13/01/2015 07h46m. Atualizado em 14/01/2015 09h56m

CompartilheShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on RedditShare on VK

A energia vai subir ainda mais do que se calculava, por causa da crise financeira das empresas e porque o governo vai cortar os subsídios. Hackers invadiram contas do Pentágono e Europa prepara novas medidas contra o terror. Estes são os principais destaques nos jornais de terça, dia 13. “Governo reduz subsídio, e luz deve subir duas vezes”, diz o Globo. Será reduzido o valor de R$ 9 bilhões que está previsto no orçamento como aportes do Tesouro na Conta de Desenvolvimento Energético. O dinheiro público seria uma forma de diminuir os problemas causados pela queda do preço da energia em 2013. Só será mantida a ajuda às contas dos mais pobres.
O Estado e a Folha de S.Paulo também destacam na primeira página a notícia da energia que subirá mais vezes este ano para tentar resolver o problema do desequilíbrio financeiro das empresas de energia.
“Após ataques Paris terá 10 mil homens na segurança”, é a manchete do Estado de S.Paulo. A notícia, que também está em outros jornais, é a de que os locais públicos mais visados como sinagogas, escolas, estabelecimentos judaicos serão mais protegidos. Os ministros do interior e da Justiça da União Europeia farão reunião na sexta-feira para debater a reação às ameaças terroristas, informa o jornal O Globo.
A manchete da Folha é o ciberataque ao Pentágono: “Comando militar dos EUA é alvo de ataque virtual”. Hackers que dizem ser do Estado Islâmico postaram palavras de ordem do grupo terrorista, divulgaram informações afirmando serem do Pentágono e nomes, e-mails e endereços de mais de 3.000 generais americanos, além de telefones de vários comandantes.
A posse do novo ministro da Cultura foi usada pelo Planalto como resposta à entrevista da ex-ministra Marta Suplicy. Em título no alto de página, o Estado informa que “Planalto faz de posse de ministro ato para isolar Marta”. A presidente Dilma convocou e 11 ministros compareceram à posse de Juca Ferreira que criticou a gestão da cultura no primeiro mandato da presidente. O Valor Econômico informa que a “Maioria dos demitidos pode perder seguro-desemprego”. O jornal se baseou em dados do seguro emitidos no ano passado que mostram que 63% foram demitidos com um prazo menor que 18 meses no trabalho. O estudo do cadastro do Ministério do Trabalho foi feito pelo professor da Universidade de Brasília Carlos Alberto Ramos.

Matheus Leitão

Matheus Leitão é jornalista há 15 anos. Em sua carreira, passou pelas redações do Correio Braziliense, revista Época, portal iG e Folha de S.Paulo. Matheus recebeu o Prêmio Esso por duas vezes, o Troféu Barbosa Lima Sobrinho -- além de menção honrosa no Vladimir Herzog. Entre 2011 e 2012, esteve na Universidade de Berkeley, na California, como Visiting Scholar.

    Comente

    O autor do blog não se responsabiliza pelo comentário.