A manifestação de Paris e o controle dos aeroportos europeus estão nas manchetes dos jornais desta segunda (12)

12/01/2015 07h19m. Atualizado em 12/01/2015 11h00m

CompartilheShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on RedditShare on VK

A maior manifestação da história da França está nas manchetes dos jornais desta segunda (12). As fotos e fotogalerias das edições digitais mostram cenas fortes e emocionantes. O Globo escolheu uma imagem da Praça da República completamente lotada e diz “França repudia terror”. Informa que em todo o país houve manifestações, e não apenas na capital, que levaram ao todo 4,5 milhões de pessoas às ruas para “rechaçar atentados”. Em foto menor, a já clássica imagem dos chefes de estado de braços dados. O Estado afirma em título que “Contra terrorismo, Europa amplia controle de aeroportos”. No texto, informa que ministros do interior de 11 países decidiram usar nos aeroportos um sistema que já existe nos Estados Unidos e cujo objetivo é rastrear quem viaja para áreas de conflito. Na Folha de S.Paulo: “Maior ato público da França leva às ruas 3,7 milhões contra terrorismo”. Os jornais informam também que haverá uma cúpula global contra o extremismo no dia 18 de fevereiro. O Valor Econômico não traz em manchete, mas também na primeira página: “Ato contra terrorismo ganha apoio inédito”. A manchete do Valor é: “Petrobras começa a chamar fornecedores estrangeiros”. A estatal começou a abrir processos de licitação para substituir os 23 grupos empresariais citados na Operação Lava Jato, que foram objeto de bloqueio temporário imposto pela empresa. O primeiro projeto que já está em licitação era executado pela Iesa do grupo Inepar que está em recuperação judicial.
O Estado de S.Paulo traz também repercussões da entrevista de Marta Suplicy à jornalista Eliane Cantanhede na edição de domingo. Segundo o jornal, as críticas da ex-ministra “provocaram mal-estar no Palácio do Planalto e no PT”.
O Globo dá destaque também ao ato feito no Rio em protesto pelo assassinato do estudante de biologia Alex Bastos, de 23 anos, em um ponto de ônibus em Botafogo. Ele se formaria na UFRJ esta semana e estava saindo da universidade. Foi morto em um assalto.
A CNN criticou a ausência americana na manifestação. Especialistas explicaram que é muito longo e lento o trabalho de preparar uma visita presidencial americana, mas outros entrevistados da rede de TV disseram que os Estados Unidos poderiam ter enviado alguma outra autoridade, como o vice-presidente ou até o secretário de estado John Kerry.

Matheus Leitão

Matheus Leitão é jornalista há 15 anos. Em sua carreira, passou pelas redações do Correio Braziliense, revista Época, portal iG e Folha de S.Paulo. Matheus recebeu o Prêmio Esso por duas vezes, o Troféu Barbosa Lima Sobrinho -- além de menção honrosa no Vladimir Herzog. Entre 2011 e 2012, esteve na Universidade de Berkeley, na California, como Visiting Scholar.

    Comente

    O autor do blog não se responsabiliza pelo comentário.