Feliz na Casa Civil, Mercadante não gostou de anunciar medidas amargas

01/01/2015 12h55m. Atualizado em 02/01/2015 13h08m

CompartilheShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on RedditShare on VK

O ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante (foto), e o novo ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini, almoçaram juntos no restaurante japonês Nippon, na quadra 403 Sul, região central de Brasília, no penúltimo dia do ano de 2014.
Ao chegarem ao restaurante, cumprimentaram Carlos Siqueira, presidente do PSB, que almoçava em outra mesa. Mercadante e Berzoini sentaram-se numa mesa na qual é necessário tirar os sapatos para comer.
Segundo apurou o blog, assim, com os pés no chão, Mercadante mostrava-se feliz por permanecer na Casa Civil, assim como Berzoini, agraciado com a nomeação nas Comunicações.
Conversa vai, conversa vem, Mercadante reclamou apenas de ser o responsável por anunciar, na noite anterior ao almoço, que a presidente Dilma Rousseff iria encaminhar Medida Provisória fazendo várias mudanças em assuntos impopulares ao trabalhador.
Foi ele, ao lado de colegas ministros, o responsável por anunciar mudanças no seguro desemprego, abono e pensão por morte, entre outros benefícios. Ônus de ocupar a pasta mais importante do governo.

Matheus Leitão

Matheus Leitão é jornalista há 15 anos. Em sua carreira, passou pelas redações do Correio Braziliense, revista Época, portal iG e Folha de S.Paulo. Matheus recebeu o Prêmio Esso por duas vezes, o Troféu Barbosa Lima Sobrinho -- além de menção honrosa no Vladimir Herzog. Entre 2011 e 2012, esteve na Universidade de Berkeley, na California, como Visiting Scholar.

    Comente

    O autor do blog não se responsabiliza pelo comentário.