Conta de luz mais cara em janeiro. Outros aumentos virão

26/12/2014 19h27m. Atualizado em 27/12/2014 08h43m

CompartilheShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on RedditShare on VK

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) divulgou nesta sexta-feira (28) que começará a vigorar o sistema de bandeiras tarifárias no preço da energia. Isso significa que a energia vai subir no dia primeiro de janeiro e a conta de luz vai chegar mais cara às casas das pessoas.
O sistema de bandeiras tarifárias foi negociado com as empresas para começar a vigorar em 2014. Mas como era ano eleitoral, o aumento foi adiado para 2015 pelo governo Dilma Rousseff. O consumidor do Rio de Janeiro, por exemplo, que acaba de ter aumento na conta de luz, terá outro.
Agora, toda vez que os reservatórios estiverem baixos e for necessário ligar as térmicas, a bandeira vermelha elevará as contas de luz em R$ 3,00 por 100 quilowatts-hora. Quando a situação estiver mais equilibrada, a bandeira será amarela e esse acréscimo será de R$ 1,50. Se as condições hidrológicas estiverem normais, os reservatórios cheios, a bandeira será verde e não haverá acréscimo.
Serve para induzir o consumidor a poupar energia. A medida seria elogiável não fosse o erro original de ter deixado para começar depois das eleições, a velha tática de controle artificial de preços.
Outros aumentos pesarão nas contas de luz: os empréstimos de R$ 18 bilhões concedidos pelos bancos às empresas de energia começarão a ser pagos em 2015 e a garantia dada aos bancos foi uma autorização da Aneel de que esse custo será repassado para o consumidor.
A maior parte do desequilíbrio das empresas que pesará no bolso do consumidor foi provocado pelo governo quando ele quis reduzir o preço por decreto em 2013 para usar como parte da propaganda eleitoral.

Matheus Leitão

Matheus Leitão é jornalista há 15 anos. Em sua carreira, passou pelas redações do Correio Braziliense, revista Época, portal iG e Folha de S.Paulo. Matheus recebeu o Prêmio Esso por duas vezes, o Troféu Barbosa Lima Sobrinho -- além de menção honrosa no Vladimir Herzog. Entre 2011 e 2012, esteve na Universidade de Berkeley, na California, como Visiting Scholar.

1 Comentário para "Conta de luz mais cara em janeiro. Outros aumentos virão"

  • Pedro H. Miranda 27-12-2014 (10:30 pm)

    Conta de luz alta não me assusta.
    Sou mineiro e pagamos a energia mais cara do mundo.
    O ICMS da conta tem 30%
    Estamos acostumados com os tributos mais altos do Brasil.
    Telefone 25%, internet, tv a cabo derivados de petróleo 25%.
    Quer pagar autos impostos é só morar em MG.

Comente

O autor do blog não se responsabiliza pelo comentário.