Petrobras em crise mais profunda é o tema principal dos jornais neste sábado (13)

13/12/2014 08h32m. Atualizado em 13/12/2014 08h34m

CompartilheShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on RedditShare on VK

A nova etapa da crise da Petrobras, revelada pelo Valor Econômico, foi a manchete dos jornais neste sábado (13). “Nova testemunha envolve presidente da Petrobras”, diz o Globo. É a informação de que Venina Velosa da Fonseca, ex-gerente da Petrobras, enviou e.mails para Graça Foster, antes da operação Lava Jato, alertando para os desvios que aconteciam na empresa. Outros integrantes da cúpula vinham sendo alertados por ela de superfaturamento em obras ou cobrança por serviços não realizados. O Estadão publica a manchete: “Nova denúncia na Petrobras eleva pressão sobre Graça”. E a Folha de S.Paulo “Ex-gerente da Petrobras diz que avisou Graça sobre desvio”. Como este blog comentou ontem, a denúncia feita pelo jornal Valor Econômico traz riqueza de detalhes, e trechos de e.mails e documentos escritos pela geóloga a seus superiores em que apontava erros e alertava para irregularidades. O Jornal Nacional da sexta (12) também revelou outro documento de Venina a seu ex-chefe Paulo Roberto Costa em que ela diz que não teria conseguido fazer o que lhe haviam pedido porque iria contra “as normas e procedimentos da empresa, o código de ética e o modelo de gestão”. Revela nesse documento que teria havido uma discussão na qual foi chamada de “covarde” e de “querer pular fora do barco”. O caso certamente vai longe, mas respostas dadas pela empresa estão longe de ser satisfatórias.
No fim de um dia em que com as ações em queda de 6,5%, o mercado esperava a divulgação do balanço do terceiro trimestre, já adiado uma vez, a Petrobras informou que não o divulgaria. A empresa fez ontem uma reunião de nove horas do conselho de administração em que houve muita divergência sobre de que forma lançar nas demonstrações financeiras a redução do valor dos seus ativos que foram superfaturados. A Petrobrás também anunciou redução de investimentos. A ação foi a R$ 10,00. A queda, só de 12 de setembro até agora corresponde, segundo cálculo do caderno de economia do Globo, ao valor de mercado somado da JBS e da Vale, ou seja, R$ 128 bilhões em três meses. Aumentam os rumores sobre o risco de rebaixamento da Petrobras pelas agências de risco.
A Justiça Federal bloqueou R$ 614,3 milhões de empresas envolvidas nas denúncias de cartel do metrô de São Paulo em gestões tucanas. Esta notícia também está na primeira página dos três jornais.

Matheus Leitão

Matheus Leitão é jornalista há 15 anos. Em sua carreira, passou pelas redações do Correio Braziliense, revista Época, portal iG e Folha de S.Paulo. Matheus recebeu o Prêmio Esso por duas vezes, o Troféu Barbosa Lima Sobrinho -- além de menção honrosa no Vladimir Herzog. Entre 2011 e 2012, esteve na Universidade de Berkeley, na California, como Visiting Scholar.

2 Comentários para "Petrobras em crise mais profunda é o tema principal dos jornais neste sábado (13)"

  • Walter 13-12-2014 (3:33 pm)

    Matheus, gostaria que ganhasse um prêmio por escrever : ” PORQUE OS JUÍZES E INVESTIGADORES DA POLICIA FEDERAL NÃO CHEGAM NO LULA.”?????????????????????????????????????

  • Jonas Savimbi 16-12-2014 (4:39 pm)

    Desculpe-me pelo o que vou dizer mas só estou vendo uma saída;”É BOLSONARO NELES”!Por que?Principio da Homeopatia! O mal se combate com o mal!!!!!!O importante é salvar o doente(Brasil).No mais,Brasil Acima de Tudo

Comente

O autor do blog não se responsabiliza pelo comentário.