Investidores americanos acionam Petrobras. TSE pode rejeitar contas de Dilma. Nos jornais desta terça (9)

09/12/2014 07h11m. Atualizado em 10/12/2014 08h06m

CompartilheShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on RedditShare on VK

A má fase da Petrobras continua em várias frentes. O Globo traz em manchete desta terça-feira (9) que um grande escritório de advocacia dos Estados Unidos entrou com uma ação coletiva em Nova York contra a estatal brasileira alegando que ela prestou falsas informações e omitiu “o esquema multibilionário de corrupção, suborno e pagamento de propinas”.
As ações caíram 6% nesta segunda-feira (8) voltando aos valores de 2005. O jornal carioca também destaca que técnicos do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pediram a rejeição das contas de campanha da presidente Dilma Rousseff. O ministro Jorge Hage saiu da Controladoria Geral da União, depois de 12 anos, criticando a falta de controle sobre as estatais.
O pedido do TSE é a manchete da Folha. “Técnicos do TSE querem rejeição das contas de Dilma”. O relatório do tribunal aponta falhas na comprovação de serviços e no registro de doações. O PT soltou uma nota dizendo que não desobedeceu a lei. Outra noticia em destaque nos jornais é que a Camargo Correia pagou R$ 887 mil à empresa de José Dirceu, a título de serviços de consultoria, entre 2010 e 2011, após fechar um contrato de mais de R$ 4 bilhões com a Petrobras.
O Estado de S.Paulo destaca em manchete a declaração feita ontem pelo ministro Gilmar Mendes de que vê fortes indícios de doação acima do limite. Foi ele que recebeu o relatório dos técnicos do TSE. O jornal também destaca as duas outras notícias: a ação nos Estados Unidos contra a Petrobras e o pagamento da Camargo Corrêa ao escritório de José Dirceu.
O pedido do TSE é a manchete da Folha. “Técnicos do TSE querem rejeição das contas de Dilma”. O relatório do tribunal aponta falhas na comprovação de serviços e no registro de doações. O PT soltou uma nota dizendo que não desobedeceu a lei. Outra noticia em destaque nos jornais é que a Camargo Correia pagou R$ 887 mil à empresa de José Dirceu, a título de serviços de consultoria, entre 2010 e 2011, após fechar um contrato de mais de R$ 4 bilhões com a Petrobras.
O Estado de S.Paulo destaca em manchete a declaração feita ontem pelo ministro Gilmar Mendes de que vê fortes indícios de doação acima do limite. Foi ele que recebeu o relatório dos técnicos do TSE. O jornal também destaca as duas outras notícias: a ação nos Estados Unidos contra a Petrobras e o pagamento da Camargo Corrêa ao escritório de José Dirceu.
O Valor Econômico diz em manchete: “Minoritários acionam Petrobras em Nova York” e usa a expressão “tempestade perfeita” para descrever o que está acontecendo com a estatal: o conjunto de más notícias que ocorrem ao mesmo tempo. O escritório Wolf Popper alega que a empresa brasileira violou artigos da SEC, o órgão que controla o mercado acionário americano. De acordo com o processo, a empresa teria enganado os acionistas. Desde setembro o valor dos títulos negociados no mercado americano caiu 46%.

Matheus Leitão

Matheus Leitão é jornalista há 15 anos. Em sua carreira, passou pelas redações do Correio Braziliense, revista Época, portal iG e Folha de S.Paulo. Matheus recebeu o Prêmio Esso por duas vezes, o Troféu Barbosa Lima Sobrinho -- além de menção honrosa no Vladimir Herzog. Entre 2011 e 2012, esteve na Universidade de Berkeley, na California, como Visiting Scholar.

    Comente

    O autor do blog não se responsabiliza pelo comentário.