Ação da Petrobras despenca e vale o mesmo que há dez anos

08/12/2014 21h11m. Atualizado em 10/12/2014 23h58m

CompartilheShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on RedditShare on VK

Em termos de valor das ações, pode-se dizer que a Petrobrás perdeu uma década. Nesta segunda-feira (8), o preço da ação fechou abaixo de R$ 12. As preferenciais estão em R$ 11,50 e as ordinárias fecharam em R$ 10,72. A queda da ação só nesta segunda foi mais de 6%.
Há razões internacionais para o ambiente de pessimismo, porque sairam dados negativos das economias da China, Alemanha e Japão, mas o que puxa para baixo o preço da ação da estatal é a série de consequências do escândalo de corrupção no qual a empresa está mergulhada. Há dúvidas sobre o que acontecerá com os dividendos neste terceiro trimestre em que nem foi possível divulgar o balanço. Há temores de que a empresa saia menor do trabalho de recalcular o valor dos ativos, expurgando os sobrepreços. Ou seja, uma refinaria em que houve corrupção e os preços foram superfaturados valerá menos do que estava no balanço. Essa revisão que a empresa já disse que fará pode reduzir o patrimônio da empresa. A corrupção produziu um estrago de grandes proporções na empresa.
O valor da ação nesta segunda (8) voltou ao de 2005, apesar de a empresa ter aumentado suas reservas. Ela pode recuperar parte dessa perda, mas a queda contínua do preço é de desesperar qualquer investidor.

Matheus Leitão

Matheus Leitão é jornalista há 15 anos. Em sua carreira, passou pelas redações do Correio Braziliense, revista Época, portal iG e Folha de S.Paulo. Matheus recebeu o Prêmio Esso por duas vezes, o Troféu Barbosa Lima Sobrinho -- além de menção honrosa no Vladimir Herzog. Entre 2011 e 2012, esteve na Universidade de Berkeley, na California, como Visiting Scholar.

    Comente

    O autor do blog não se responsabiliza pelo comentário.