Ministério Público quer ver políticos investigados por Petrolão antes do Natal

27/11/2014 10h54m. Atualizado em 27/11/2014 14h13m

CompartilheShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on RedditShare on VK

O Ministério Público Federal vai pedir a abertura, ainda em 2014, dos primeiros inquéritos para investigar o envolvimento de políticos no esquema de corrupção da Petrobras, conhecido como Petrolão, revelado pela Operação Lava Jato, da Polícia Federal.
Por envolver pessoas com foro privilegiado, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ficará a cargo dessas investigações. A abertura de inquéritos contra autoridades só pode ser realizada com a anuência do Supremo Tribunal Federal.
O relator do caso no Supremo Tribunal Federal é o ministro Teori Zavascki. Os pedidos de abertura serão feitos a ele até o Natal, segundo apurou o blog.
A informação de que políticos são beneficiários do esquema de desvio de dinheiro da estatal é fruto, inicialmente, de duas delações premiadas de envolvidos, o ex-diretor de Abastecimento Paulo Roberto Costa e o doleiro Alberto Yousseff.
Com a prisão de executivos das maiores empreiteiras do país há duas semanas, que coloca o esquema como o maior da história do país, as informações tornaram-se ainda mais robustas. Alguns deles já aceitaram a delação e também deram detalhes de como funcionava o pagamento a parlamentares e outras autoridades.

Matheus Leitão

Matheus Leitão é jornalista há 15 anos. Em sua carreira, passou pelas redações do Correio Braziliense, revista Época, portal iG e Folha de S.Paulo. Matheus recebeu o Prêmio Esso por duas vezes, o Troféu Barbosa Lima Sobrinho -- além de menção honrosa no Vladimir Herzog. Entre 2011 e 2012, esteve na Universidade de Berkeley, na California, como Visiting Scholar.

    Comente

    O autor do blog não se responsabiliza pelo comentário.