CPI marca acareação, juiz determina ida de Paulo Roberto e senador do PT diz que é gasto desnecessário

23/11/2014 08h53m. Atualizado em 23/11/2014 08h53m

CompartilheShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on RedditShare on VK

Após meses com os trabalhos praticamente parados, a CPI Mista que investiga o escândalo na Petrobras marcou para o próximo dia 2 de dezembro uma acareação entre os ex-diretor de Abastecimento Paulo Roberto Costa e o ex-diretor da área internacional Nestor Cerveró.
Neste sábado (22), o juiz da 13ª Vara Federal do Paraná, Sérgio Moro, determinou que Paulo Roberto compareça à reunião no Congresso. Paulo Roberto, que cumpre prisão domiciliar após delação premiada, não deverá fazer uso de algemas, conforme recomendação do juiz no despacho.
A ideia de colocar acusado e acusador frente a frente partiu do deputado Enio Bacci (PDT-RS). O senador José Pimentel (PT-CE) previu que a acareação não trará efeitos práticos e servirá apenas para pautar a imprensa além de representar gastos desnecessários.
“Para gerar matéria para imprensa não precisamos gastar dinheiro público para trazer gente presa e com delação premiada já firmada”, afirmou Pimentel, lembrando que Paulo Roberto Costa ficou calado na última vez que foi chamado a depor na CPI, em 17 de setembro.
Paulo Roberto Costa, que assumiu e detalhou sua participação nos desvios na Petrobras, disse, em depoimento não sigiloso à Justiça, que Nestor Cerveró também fazia parte do esquema. Já Nestor Cerveró repudiou as acusações.

Matheus Leitão

Matheus Leitão é jornalista há 15 anos. Em sua carreira, passou pelas redações do Correio Braziliense, revista Época, portal iG e Folha de S.Paulo. Matheus recebeu o Prêmio Esso por duas vezes, o Troféu Barbosa Lima Sobrinho -- além de menção honrosa no Vladimir Herzog. Entre 2011 e 2012, esteve na Universidade de Berkeley, na California, como Visiting Scholar.

1 Comentário para "CPI marca acareação, juiz determina ida de Paulo Roberto e senador do PT diz que é gasto desnecessário"

  • Marcos Alberto 23-11-2014 (3:00 pm)

    Que vergonha? Eu fico com vergonha de ler essa realidade todos os dias. E que não chega a lugar nenhum. A Dilma vai enrolar esse caso até passar o bastão para o Lula. Gente do céu !!! Como um grupo pode prejudicar mais de 200 milhões de brasileiros. E ninguém toma atitude nenhuma. A impressão que eu tenho é que o povo só vai as ruas manifestar por 20 centavos, por bilhões roubados do nosso futuro o povão fica acomodado. passam-se anos apurando casos comprovados que não dão em nada. O Joaquim Barbosa deixou isso tão claro sobre o STF que estava de mãos dadas com a corrupção. O que era para ser fato histórico virou gozação Genoíno e José Dirceu cumprindo pena em casa. E o Dinheiro surrupiado virou fumaça. Antigamente dizia-se que essas coisas se resolviam nas urnas e agora resolve como?

Comente

O autor do blog não se responsabiliza pelo comentário.