Fernando de Noronha terá “street view” do fundo do mar

22/11/2014 19h35m. Atualizado em 22/11/2014 20h44m

CompartilheShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on RedditShare on VK

O lindíssimo arquipélago de Fernando de Noronha, em Pernambuco, fará parte de um dos mais importantes projetos do Google: o Ocean Views, que pretende mostrar belezas marinhas pelo mundo.
Inspirado no “Google Street View”, a ideia é dar aquela visão de 360 graus da ilha, seja da “transnoronha”, a menor rodovia do Brasil, de apenas 7 quilômetros, mas também da incrível Fauna e Flora escondida no fundo do mar.
O projeto é uma parceria entre o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade e o Google para criar esse tour on line por Noronha. A novidade foi antecipada pela Veja deste sábado (22).
Quem já mergulhou em Noronha sabe de que se trata de um espetáculo na terra. Fotografei a tartaruga-verde acima na praia do Sueste.
No dia em que fiz a imagem da Tartaruga, amanheci o dia na Praia da Cacimba do Padre, uma das mais famosas do arquipélago. Lá, conheci um pescador chamado João (Foto), que estava voltando de uma noite de pescaria no alto mar. Lembro de perguntar-lhe se gostaria de trabalhar em outro lugar.
A resposta? “Pra que? Já viu lugar mais bonito no mundo?”. Concordei. A imagem abaixo foi tirada ao fim da nossa conversa, quando ele ia limpar uma rede no mar.

Matheus Leitão

Matheus Leitão

A ilha é o lugar perfeito para a democratização que a Internet proporciona. Poder ver de casa as maravilhas do mar de Noronha, mesmo que não sejam ao vivo, é um alento para qualquer mergulhador.
O Ocean View já foi feito em outros lugares do mundo, como a famosa praia de Manly, em Sydney, na Austrália, ponto com bastante encontro com tubarões.

Matheus Leitão

Matheus Leitão é jornalista há 15 anos. Em sua carreira, passou pelas redações do Correio Braziliense, revista Época, portal iG e Folha de S.Paulo. Matheus recebeu o Prêmio Esso por duas vezes, o Troféu Barbosa Lima Sobrinho -- além de menção honrosa no Vladimir Herzog. Entre 2011 e 2012, esteve na Universidade de Berkeley, na California, como Visiting Scholar.

    Comente

    O autor do blog não se responsabiliza pelo comentário.