Aécio e Marina contestam Dilma. Presidente promete embate

18/11/2014 11h16m. Atualizado em 18/11/2014 11h16m

CompartilheShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on RedditShare on VK

O senador Aécio Neves e a ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva criticaram a presidente Dilma Rousseff em textos publicados na rede social Facebook e em blog pessoal, respectivamente.
Aécio afirmou que a presidente Dilma “zomba da inteligência” do povo brasileiro ao defender que a as investigações na Petrobras estão em andamento pela permissão do seu governo. Para o segundo colocado nas eleições, Dilma desrespeita a independência da Polícia Federal.
Aécio ainda afirmou Dilma deveria pedir desculpas ao Brasil por reconhecer somente após as eleições a existência de corrupção na Petrobras.
Marina Silva apontou que a presidente Dilma continua “a fazer exaltações a seu governo em manifestações descoladas da realidade”.
Na reunião cúpula do G20 em Brisbane, na Austrália, Dilma afirmou que o escândalo da Petrobras será “‘o primeiro da […] história investigado'” e que a característica principal da apuração é “’mostrar que ela não é algo engavetável’”.
Marina criticou dizendo que Dilma “gosta de falar das “gavetas” de governos anteriores, mas seria positivo para a sociedade brasileira que ela esvaziasse as próprias”. Em seguida, a terceira colocada nas eleições presidenciais afirmou que “a Lei Anticorrupção (12.846/13) ainda não está sendo aplicada, segundo estudiosos do Direito, porque não foi regulamentada pelo Palácio do Planalto”.
A ex-ministra disse que por “falta de iniciativa do governo federal nenhuma empresa envolvida em atos de corrupção foi punida até agora com base na nova lei”. Marina lembrou que Estados e municípios esperam o decreto federal para que possam fazer as próprias regulamentações da legislação.
“O Brasil aguarda ansiosamente que a presidente Dilma retire das gavetas do palácio o decreto que ajudará a combater a ação dos corruptores no país”, finalizou.
Em nota publicada nesta terça-feira (18) na coluna Panorama Político, de O Globo, o jornalista Ilimar Franco afirma que Dilma vai rebater as acusações contra o governo no escândalo da Petrobras. A ver.

Matheus Leitão

Matheus Leitão é jornalista há 15 anos. Em sua carreira, passou pelas redações do Correio Braziliense, revista Época, portal iG e Folha de S.Paulo. Matheus recebeu o Prêmio Esso por duas vezes, o Troféu Barbosa Lima Sobrinho -- além de menção honrosa no Vladimir Herzog. Entre 2011 e 2012, esteve na Universidade de Berkeley, na California, como Visiting Scholar.

    Comente

    O autor do blog não se responsabiliza pelo comentário.