Manchete da Folha joga escândalo da Petrobras no colo do PP

18/11/2014 09h20m. Atualizado em 18/11/2014 09h20m

CompartilheShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on RedditShare on VK

A Manchete da Folha desta terça-feira (18) — “Diretor de empreiteira diz ter pagado proprina ao PP” — desloca o foco atual do esquema de corrupção da Petrobras do PT para o PP. De acordo com o jornal, Erton Medeiro Fonseca, diretor da Galvão Engenharia, afirmou à Polícia Federal, nesta segunda-feira (17), que o destino da propina que confirmou ter pago ao ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa e ao doleiro Alberto Youssef foi o PP, Partido Progressista.
Segundo o jornal, o executivo sugeriu à PF que a construtora foi vítima de extorsão e que só pagou a propina para que os contratos já em execução não fossem prejudicados. A principal ameaça era a de que poderiam ser suspensos os pagamentos devidos pela estatal por obras já concluídas.
O diretor da Galvão é um dos 23 executivos presos na Superintendência Regional da PF no Paraná pela sétima fase da Operação Lava Jato.

Matheus Leitão

Matheus Leitão é jornalista há 15 anos. Em sua carreira, passou pelas redações do Correio Braziliense, revista Época, portal iG e Folha de S.Paulo. Matheus recebeu o Prêmio Esso por duas vezes, o Troféu Barbosa Lima Sobrinho -- além de menção honrosa no Vladimir Herzog. Entre 2011 e 2012, esteve na Universidade de Berkeley, na California, como Visiting Scholar.