Dilma volta do G20 para enfrentar semana quente no Brasil

17/11/2014 08h15m. Atualizado em 10/12/2014 23h31m

CompartilheShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on RedditShare on VK

A semana tem tudo para ser quente. Ela começa com a presidente Dilma Rousseff voltando ao Brasil e o mercado ansioso pela definição dos nomes da equipe econômico. Dilma chega ao Brasil nesta segunda-feira (17), depois de temporada na Austrália, em reunião com os chefes de estado que integram o G20.
Dilma disse que anunciaria nas “semanasssss” (assim mesmo) seguintes à reunião do G20, mas o clima no mercado financeiro ao fim da semana passada era de aumento da tensão.
A Petrobras anunciou em um comunicado de duas páginas publicadas nos jornais que, diante do escândalo, não pode divulgar o balanço, e que, quando puder, vai anunciar com 15 dias de antecedência. Isso é mais um ponto de expectativa porque os investidores não terão dividendos e a própria empresa não está apta sequer a pegar um empréstimo no mercado para financiar investimentos.
Os empresários e executivos das grandes empreiteiras passaram o fim de semana presos, o que eleva a tensão no meio empresarial e político sobre o desenrolar da Operação Lava Jato, principalmente o temor de novas delações premiadas.
E durante a semana deve ser definida a tramitação das mudanças nas regras de cálculo do superavit primário que deixou a oposição em pé de guerra.
Dilma falou em Brisbane que fará “ajustes” na economia, mas também não disse quais. Mais um ponto de interrogação para uma economia que é só dúvida. Se nada mais acontecer, isso já vai ocupar a agenda da semana.

Matheus Leitão

Matheus Leitão é jornalista há 15 anos. Em sua carreira, passou pelas redações do Correio Braziliense, revista Época, portal iG e Folha de S.Paulo. Matheus recebeu o Prêmio Esso por duas vezes, o Troféu Barbosa Lima Sobrinho -- além de menção honrosa no Vladimir Herzog. Entre 2011 e 2012, esteve na Universidade de Berkeley, na California, como Visiting Scholar.

1 Comentário para "Dilma volta do G20 para enfrentar semana quente no Brasil"

  • Edelson Carlos Afonso Pinto 17-11-2014 (11:01 am)

    Matheus, na situação desesperadora que vive a nossa Amazônia hoje, precisaríamos instalar uma sirene ao lado do gabinete da presidente Dilma, anunciando o nível crescente de desmatamento. O problema é que a sirene seria acionada ininterruptamente. É simplesmente lamentável e indignativo o descaso do governo ante tão grave problema mundial.
    O que nos alenta (mas não nos conforta) é o saber que temos muitas “MARINAS” e “MATHEUS LEITÃO” por aí…
    Parabéns pelo artigo.
    um abraço do indignado brasileiro Edelson Carlos.

Comente

O autor do blog não se responsabiliza pelo comentário.