Janot confirma nove delações premiadas no escândalo da Petrobras

13/11/2014 10h28m. Atualizado em 13/11/2014 11h08m

CompartilheShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on RedditShare on VK

Existem nove delações premiadas em andamento na Operação Lava Jato. A confirmação oficial daquilo que Brasília mais temeu nos últimos meses veio nesta quarta-feira (12) do procurador-geral da República, Rodrigo Janot.
Janot explicou que a delação premiada do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa está concluída e homologada pela Justiça. Todavia, sem revelar outros nomes, o procurador-geral contou que outras três já estão concluídas e aguardam, somente, a homologação.
Os jornais estampam nesta quinta-feira (13) que Janot ainda disse que existem outras “cinco ou seis” em curso. “O fenômeno é que quanto mais pessoas vêm e procuram o Ministério Público para falar, outras se sentem incentivadas a vir também”, afirmou.
Além do próprio Costa e o doleiro Alberto Yousseff as outras sete em curso podem desvendar como funcionava o esquema conhecido por “Petrolão” e, o mais importante, de que forma políticos eram beneficiados.
Segundo o procurador, as delações devem estar concluídas em 45 dias e serão enviadas ao relator do caso no Supremo Tribunal Federal, Teori Zavascki, quando houver foro privilegiado, caso de deputados, senadores e ministros. Os demais serão analisados pela Justiça Federal do Paraná.

Matheus Leitão

Matheus Leitão é jornalista há 15 anos. Em sua carreira, passou pelas redações do Correio Braziliense, revista Época, portal iG e Folha de S.Paulo. Matheus recebeu o Prêmio Esso por duas vezes, o Troféu Barbosa Lima Sobrinho -- além de menção honrosa no Vladimir Herzog. Entre 2011 e 2012, esteve na Universidade de Berkeley, na California, como Visiting Scholar.

    Comente

    O autor do blog não se responsabiliza pelo comentário.