Aécio Neves diz que pedido de ajuda do governo é violência ao Congresso

12/11/2014 20h18m. Atualizado em 12/11/2014 20h18m

CompartilheShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on RedditShare on VK

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) disse, nesta quarta-feira (12), que o governo federal não tem autoridade moral para pedir ao Congresso que aprove a alteração da meta de superávit. Nesta semana, o Executivo enviou ao Congresso projeto que muda a Lei de Diretrizes Orçamentarias e altera a meta fiscal para 2014 porque o governo federal reconheceu que não vai conseguir cumpri-la. Aécio disse ainda que a oposição estuda recorrer à justiça caso seja necessário.
“Eu espero que o Congresso Nacional se respeite, respeite as suas prerrogativas e impeça essa violência, que na verdade é o atestado definitivo de fracasso na condução da política econômica”, criticou o senador.
Aécio lembrou que, durante a campanha eleitoral, os governistas afirmavam que a meta seria cumprida e disse que o não cumprimento da meta é resultado do comportamento perdulário do governo.

Matheus Leitão

Matheus Leitão é jornalista há 15 anos. Em sua carreira, passou pelas redações do Correio Braziliense, revista Época, portal iG e Folha de S.Paulo. Matheus recebeu o Prêmio Esso por duas vezes, o Troféu Barbosa Lima Sobrinho -- além de menção honrosa no Vladimir Herzog. Entre 2011 e 2012, esteve na Universidade de Berkeley, na California, como Visiting Scholar.

    Comente

    O autor do blog não se responsabiliza pelo comentário.