O Brasil deu a última chance ao PT, diz petista cotado para presidir Câmara

11/11/2014 16h03m. Atualizado em 11/11/2014 16h03m

CompartilheShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on RedditShare on VK

Em entrevista ao jornal O Povo do Ceará, nesta terça-feira (11), o vice-líder do PT, deputado José Guimarães (PT-CE) disse que a eleição da presidente Dilma Rousseff em 2014 representa um ultimato da população ao governo federal. Para ele, se o Brasil não passar por mudanças nos próximas quatros anos, nem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva terá êxito em 2018.

“O Brasil deu a última chance ao PT, do ponto de vista do governo central. Temos que fazer mudanças profundas, senão não teremos chance nem se o Lula voltar. A sociedade vai exigir muito mais do nosso governo agora do que exigiu no passado. Temos que fazer pactos para governabilidade. Mas com a população, não pode ser só com o Congresso”, disse Guimarães.

José Guimarães é um dos petistas cotados para disputar com Eduardo Cunha, líder do PMDB, à presidência da Câmara dos Deputados em 2015. Marco Maia e Arlindo Chinaglia também são alternativas do partido ao cargo.

Perguntado sobre o assunto pelo jornal, José Guimarães desconversou: “Alguns companheiros falam o meu nome. Mas não estou em campanha. Minha função é desobstruir o caminho, vou seguir o que a Dilma e o meu partido disser”.

Matheus Leitão

Matheus Leitão é jornalista há 15 anos. Em sua carreira, passou pelas redações do Correio Braziliense, revista Época, portal iG e Folha de S.Paulo. Matheus recebeu o Prêmio Esso por duas vezes, o Troféu Barbosa Lima Sobrinho -- além de menção honrosa no Vladimir Herzog. Entre 2011 e 2012, esteve na Universidade de Berkeley, na California, como Visiting Scholar.

    Comente

    O autor do blog não se responsabiliza pelo comentário.