Chihuahua sem duas patas emociona engenheiro e ganha “cadeira de rodas”

10/11/2014 00h56m. Atualizado em 10/11/2014 00h56m

CompartilheShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on RedditShare on VK

A história de superação de um chihuahua chamado Turbo — nascido sem as duas ‘pernas’ dianteiras — foi compartilhada milhares de vezes nas redes sociais para, só assim, ter um final feliz.
Abandonado quatro semanas após nascer, Turbo foi adotado por Ashley Looper, veterinário que resolveu divulgar a luta do chihuahua no Facebook e em outras redes na esperança de ajuda.
Após gerar uma comoção na internet, Mark Deadrick, um importante designer de peças de foguetes, sensibilizou-se com a situação de Turbo e resolveu usar a tecnologia para  o animal.
Presidente de uma empresa chamada “3dyn”, Deadrick construiu uma moderna “cadeira de rodas” para Turbo, mudando o destino do cachorro, como você pode ver na foto acima.
A “invenção” substituiu uma um carrinho temporário formado a partir de brinquedos (imagem abaixo).

Reprodução: http://www.turboroo.com/

Reprodução: http://www.turboroo.com/

Revelada pelo site Mashable, especializado em tecnologia, a reportagem conta que a divulgação nas redes sociais foi fundamental para iniciar um novo capítulo na vida do chihuahua.
Turbo é “dono” de um site, o http://www.turboroo.com/, e um simpático twitter, o https://twitter.com/RooTurbo, no qual se apresenta assim: “Eu nasci sem as ‘pernas’ dianteiras, mas isso não me impediu nem um pouco! Eu sou pequeno, mas poderoso, e eu estou indo conquistar o mundo!!!!”. O cachorro tem 1864 seguidores e uma vida bastante ativa.

 

 

Matheus Leitão

Matheus Leitão é jornalista há 15 anos. Em sua carreira, passou pelas redações do Correio Braziliense, revista Época, portal iG e Folha de S.Paulo. Matheus recebeu o Prêmio Esso por duas vezes, o Troféu Barbosa Lima Sobrinho -- além de menção honrosa no Vladimir Herzog. Entre 2011 e 2012, esteve na Universidade de Berkeley, na California, como Visiting Scholar.

    Comente

    O autor do blog não se responsabiliza pelo comentário.