Aumento da gasolina foi calibrado para não estourar o teto da meta da inflação

07/11/2014 08h46m. Atualizado em 07/11/2014 14h18m

CompartilheShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on RedditShare on VK

Passou a vigorar nesta sexta-feira (7) o aumento do preço da gasolina e do diesel nas refinarias, anúncio feito pela Petrobras onze dias após as eleições.
A gasolina aumentará 3% e o diesel 5% nas refinarias. Já o valor nas bombas depende de determinação dos postos de gasolina. De acordo com especialistas, nelas, onde pesa no bolso do consumidor, o aumento será de aproximadamente seis centavos para a gasolina e de nove no diesel.
O tamanho exato do aumento da gasolina foi decidido olhando para a inflação: quanto de alta caberia no índice de inflação para nao estourar o teto da meta.
Por isso, foi 3%, e não os 5%, valor que se especulava que aconteceria, nem mesmo os 8% que a Petrobras pediu. Isso eleva um pouco as receitas da Petrobras, mas nem de longe elimina as perdas que a empresa acumulou nos anos em que teve que comprar mais caro lá fora do que podia vender para as distribuidoras.
É mais uma das más notícias pós eleitoral. A lista já está ficando longa. Mas o temor do governo é de estourar o teto da meta. Pelo regime de metas de inflação, quando a taxa fica no ano acima de 6,5%, o Banco Central tem que escrever uma carta pública explicando porque não cumpriu a meta. Vários jornais citaram o economista André Perfeito da Gradual. Ele calculou que com esses 3% de aumento a inflação do ano fecha em 6,46%.
Mas pode ficar acima, há outras pressões inflacionárias no país como a alta do dólar.

Matheus Leitão

Matheus Leitão é jornalista há 15 anos. Em sua carreira, passou pelas redações do Correio Braziliense, revista Época, portal iG e Folha de S.Paulo. Matheus recebeu o Prêmio Esso por duas vezes, o Troféu Barbosa Lima Sobrinho -- além de menção honrosa no Vladimir Herzog. Entre 2011 e 2012, esteve na Universidade de Berkeley, na California, como Visiting Scholar.

    Comente

    O autor do blog não se responsabiliza pelo comentário.