Jovens e mulheres são mais atingidos por desemprego. Taxa é de 6,8%, diz IBGE

06/11/2014 10h58m. Atualizado em 19/11/2014 10h16m

CompartilheShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on RedditShare on VK

A taxa de desemprego no Brasil, no 2º trimestre de 2014, foi estimada em 6,8% pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Não estranhe se voce tem na mente o número de 4,9% de desemprego como último dado. O 4,9% é da Pesquisa Mensal de Emprego tem como base apenas seis capitais. Esse novo é da Pnad Contínua que vai a 3.500 cidades pesquisando o desemprego. Aí o número é maior. Mas o índice de desemprego apresentou queda em relação ao 1º trimestre de 2014 (7,1%) e em comparação com o mesmo período de 2013 (7,4%). Ou seja, está caindo, mas o patamar é mais alto. O dado foi divulgado nesta quinta-feira (6) pelo IBGE, nessa Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua, que já deu muito o que falar.

Jovens de 18 a 24 de anos de idade apresentam alto índice de desemprego – 15,3%, o que é, como se vê, altíssimo. As mulheres apresentam índice de desemprego superior ao dos homens, em todas as regiões e idade. As regiões Sul e Centro-Oeste apresentaram o maior índice de pessoas trabalhando na idade produtivo.

Tabela do IBGE. Taxa do segundo trimestre é de 6,8%

Tabela do IBGE. Taxa do segundo trimestre é de 6,8%

Segundo o IBGE, no segundo trimestre deste ano, 92,1 milhões de pessoas estavam ocupadas e 6,8 milhões, desocupadas. No primeiro trimestre deste ano, o número total de desocupados era 7 milhões e o de ocupados, 91,2 milhões. Já no segundo trimestre de 2013, essas parcelas da população somavam 7,3 milhões e 90,6 milhões.

Matheus Leitão

Matheus Leitão é jornalista há 15 anos. Em sua carreira, passou pelas redações do Correio Braziliense, revista Época, portal iG e Folha de S.Paulo. Matheus recebeu o Prêmio Esso por duas vezes, o Troféu Barbosa Lima Sobrinho -- além de menção honrosa no Vladimir Herzog. Entre 2011 e 2012, esteve na Universidade de Berkeley, na California, como Visiting Scholar.

    Comente

    O autor do blog não se responsabiliza pelo comentário.