TCU encontra 840 irregularidades em obras com dinheiro público em 2014

06/11/2014 07h24m. Atualizado em 06/11/2014 12h36m

CompartilheShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on RedditShare on VK

O Tribunal de Contas da União (TCU) aprovou nesta quarta-feira (5) o relatório sobre a fiscalização das obras públicas de 2014. O tribunal recomendou a paralisação de quatro obras e a retenção parcial de valores de outras cinco. O TCU fez 102 fiscalizações em obras públicas e encontrou 840 irregularidades. Dessas, 637 nan áreas de saúde e educação, e 203 em outros setores.
Uma das obras que o relatório do TCU classificou como irregular é a da construção da Refinaria Abreu e Lima, em Pernambucano, alvo de investigação da Operação Lava Jato, no escândalo da Petrobras.
As obras que o TCU recomendou que fossem paralisadas são: a construção da Vila Olímpica em Parnaíba, no Piaui, o Complexo Materno de Teresina, a implantação e pavimentação da BR-448, no Rio Grande do Sul, além da recuperação ambiental e urbanização dos rios Sarapuí, Iguaçu e Botas, na Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro.
O TCU vai encaminhar o relatório para o Congresso Nacional, que tem o papel de decidir se as obras apontadas como irregulares serão ou não suspensas.

Matheus Leitão

Matheus Leitão é jornalista há 15 anos. Em sua carreira, passou pelas redações do Correio Braziliense, revista Época, portal iG e Folha de S.Paulo. Matheus recebeu o Prêmio Esso por duas vezes, o Troféu Barbosa Lima Sobrinho -- além de menção honrosa no Vladimir Herzog. Entre 2011 e 2012, esteve na Universidade de Berkeley, na California, como Visiting Scholar.

    Comente

    O autor do blog não se responsabiliza pelo comentário.