Aécio é recebido com gritos de “presidente” no Senado

04/11/2014 20h37m. Atualizado em 05/11/2014 08h57m

CompartilheShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on RedditShare on VK

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) foi recepcionado na entrada do Senado por uma multidão que gritou “Aécio presidente” e “fora PT!”. Um empurra-empurra de assessores, servidores, jornalistas e populares tomou conta da chapelaria do Congresso, local onde os parlamentares desembarcam, por volta das 15h desta terça-feira (4).
“Essa recepção é tudo que um político poderia querer de uma trajetória, que não se encerra. Chego hoje ao Congresso para exercer o papel que me foi delegado por grande maioria da população brasileira. Vou ser oposição sem adjetivos”, disse Aécio.
Aécio repudiou a ideia de impeachment e disse que reconheceu a vitória de Dilma Rousseff imediatamente após a divulgação dos resultados oficiais.
“Respeito a democracia permanentemente. Qualquer utilização das manifestações no sentido de qualquer retrocesso da democracia terá a nossa mais veemente oposição. Fui o candidato das liberdades, da democracia, do respeito. Aqueles que agem de forma autoritária e truculenta estão no outro campo político, não no nosso”, afirmou Aécio, em relação aos protestos desta semana em São Paulo que pediram o impeachment, e, em alguns momentos, uma inadmissível intervenção militar.

Protesto na avenida Paulista pede impeachment de Dilma Rouseff

Aécio deve fazer um pronunciamento no plenário do Senado nesta quarta-feira (5). A volta de Aécio ao Congresso Nacional é o primeiro passo em busca de se posicionar, a partir de agora, como o líder da oposição ao governo Dilma. Dentro do PSDB, Aécio vai disputar com Geraldo Alckmim essa liderança.
Nos últimos quatro anos, Aécio teve um comportamento mais discreto no Senado. Agora deve ter uma posição bem mais ativa nas várias questões que terão que ser decididas pelo Congresso no segundo mandato de Dilma.
Geraldo Alckmin é Governador do maior Estado do país, e que deu à oposição uma diferença expressiva na disputa federal. Nos próximos quatro anos parte da oposição olhará para os dois para definir quem será o candidato para 2018. A favor de Aécio tem o fato de que ele teve o melhor desempenho que um candidato já teve contra o PT nas últimas três eleições.
A disputa entre os tucanos acontecerá enquanto o escândalo do Petrolão cresce, podendo desgastar ainda mais a imagem do segundo mandato de Dilma.

Matheus Leitão

Matheus Leitão é jornalista há 15 anos. Em sua carreira, passou pelas redações do Correio Braziliense, revista Época, portal iG e Folha de S.Paulo. Matheus recebeu o Prêmio Esso por duas vezes, o Troféu Barbosa Lima Sobrinho -- além de menção honrosa no Vladimir Herzog. Entre 2011 e 2012, esteve na Universidade de Berkeley, na California, como Visiting Scholar.

    Comente

    O autor do blog não se responsabiliza pelo comentário.